Para Humberto Costa, governo Temer é um filme de terror

13:19 Blog do Adeildo Alves 0 Comentários



PUBLICADO EM 31/05/2016 ÀS 14:45 POR  EM NOTÍCIAS
26987061072_0891c2f87f_z
O senador Humberto Costa (PT-PE), ex-líder do Governo Dilma no Senado, aproveitou a crise gerada pelas novas gravações envolvendo ministro de Temer para criticar a gestão do PMDB.
Já ontem ele classificava como “insustentável” a manutenção do ministro da Transparência, Fiscalização e Controle, Fabiano Silveira, na pasta. Em gravações divulgadas pela imprensa, o ministro aparece criticando a operação Lava Jato. A conversa foi gravada pelo ex-diretor da Transpetro, Sérgio Machado, durante encontro na casa do presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL).
O parlamentar disse que nem mesmo os funcionários do ministério aceitavam mais as ordens do ministro de Temer.
“Não tem mais condições de se manter um ministro que nem consegue dialogar com a sua equipe. O presidente provisório Michel Temer está transformando os seus 15 dias de gestão em um verdadeiro filme de terror para o povo brasileiro. Ninguém sabe de onde virá o próximo assombro”, sentenciou Humberto.
Segundo o senador, o ex-ministro, que na época tinha assento no Conselho Nacional de Justiça (CNJ), mostrou “total desacordo” com as funções do cargo que ocupava ao criticar uma operação que tem ajudado no combate à corrupção e demonstra interferência nas investigações.
“Parece ironia que as revelações feitas pelas gravações tenham atingido logo o ministro da pasta que o presidente provisório chamou de ‘Ministério da Transparência’. Temer destruiu a Controladoria-Geral da União e colocou sobre os escombros uma estrutura para asfixiar as instituições e as investigações”, explicou Humberto.
“Cada dia ficam mais claros os motivos do governo provisório de Michel Temer em golpear a presidente Dilma Rousseff”. “Sempre dissemos que o processo de impeachment nunca foi jurídico e sim, político e que foi fruto de uma chantagem do ex-presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), que hoje manda no Brasil porque Temer o obedece. Esse dito ‘governo de salvação nacional’ é o governo pra salvar aliados das garras da Lava Jato”, afirmou o senador.
O senador disse ainda que a recusa do presidente interino Michel Temer em afastar Fabiano Silveira era “estranha” e mostrou que o peemedebista “nunca esteve preocupado com o desejo da população”.
“As pessoas pediram mais saúde e educação, Temer anunciou um pacote que acaba com o investimento mínimo nessa área. A população defendeu o combate à corrupção e tudo que a gente vê são escândalos e mais escândalos. Cada vez fica maior a reação das ruas a este governo provisório. Toda semana, aparece ministro envolvido em falcatrua e malfeito. É um governo que está caindo de podre ”, disse.
AddThis Sharing Buttons

0 comentários:

Clique no X para fechar ou Atualize a página