Chefia do 14º BPM em ST vai mudar a partir de janeiro; saiba quem será o novo comandante

03:40 Blog do Adeildo Alves 0 Comentários


Chefia do 14º BPM em ST vai mudar a partir de janeiro; saiba quem será o novo comandante

O comando do 14º BPM em Serra Talhada vai mudar a partir de janeiro de 2017. Quem deve assumir o batalhão é o tenente-coronel Girley Figueiredo, que exerce atualmente funções junto ao Dinter 2, em Petrolina. Apesar disso, o oficial tem laços com a Capital do Xaxado e grande experiência de policiamento ostensivo na região do Sertão.
A troca de comando foi confirmada ao FAROL pelo atual comandante do 14º, o tenente-coronel Tibério César, em uma conversa breve com a nossa reportagem por telefone. Ele explicou que a mudança faz parte do remanejamento habitual realizado pela Secretaria de Defesa Social do Estado (SDS), mas que ainda não sabe para onde será removido.
BALANÇO
Ao longo de pouco mais de um ano à frente do 14º BPM, Tibério César destacou-se ao implementar projetos importantes de combate e prevenção à criminalidade no município através da sensibilização de adolescentes e jovens com palestras nas escolas e nos bairros considerados mais vulneráveis. A intenção do comandante foi evitar também o avanço do chamado crime de proximidade.
Ainda na gestão de Tibério, o 14° BPM garantiu um bom diálogo com o empresariado local e as instâncias políticas, o que o ajudou a ganhar força para pleitear a permanência de um Grupamento Tático Aéreo (GTA) na cidade e a instalação da sede do Bepi (Batalhão Especializado de Policiamento do Interior), o antigo Ciosac, que deve ser transferido de Custódia para cá nos próximos meses.
Outro ponto relevante a ser destacado foi o trato dado pelo tenente-coronel à imprensa de Serra Talhada (blogs, rádios e TVs) com quem foi sempre muito atencioso, paciente, cordial e humano, mesmo diante denúncias que pudessem colocar o trabalho da Polícia Militar em xeque.
DIFICULDADES
Mas como nem tudo são flores, o coronel Tibério enfrentou dificuldades ao longo desse período, sendo a maior delas a escalada recorde de assassinatos no município em 2016 (são 40 até agora). Mas não é para menos: a falta de estrutura do batalhão – com baixo efetivo policial e poucas viaturas – vem prejudicando o 14° BPM há anos.
Por isso mesmo, outra grande dificuldade enfrentada pelo atual comandante em sua rápida passagem pela Capital do Xaxado foi o salto assustador de homicídios premeditados na zona rural, região onde a PM tem pouquíssima inserção justamente para não deixar a área urbana descoberta.
Lembrar que além de Serra Talhada, o 14º BPM atende – com um efetivo insuficiente – mais seis cidades e suas respectivas zonas rurais, sendo eles: Triunfo, Flores, São José Belmonte, Betânia, Calumbi e Santa Cruz da Baixa verde.

0 comentários:

Clique no X para fechar ou Atualize a página